quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

"Aprendendo" geologia

   

       Eram unidos feito Pangeia, de quando se formavam carvões, há 4 bilhões de anos atrás. Antes de se encontrarem, a vida era inferno Hadeano. Era quente, mas com o passar do tempo, tornou-se sólido, apesar de problemas nascerem constantemente, pequenos, unicelulares. O amor, porém, cristal (ou, simplesmente, mineral). Essa coisa primitiva que era cambriana, e nem dinossauros sabiam ainda. E de tão chegados, chegaram a se unir de vez, permanecendo ali: rodeados por um mar já cheio de vida. Mas até a Dona Baratinha viu quando eles se separaram, feito água e petróleo. Duas partes sedimentares de uma vida. Duas não, pois muitos foram os pedaços arrancados um do outro, por essa paixão descontrolada como um vulcão. Nada disso foi visto por humano nenhum. Porém, quem olha bem pra cada um de seus pedaços pode ver (Ah, como pode ver!)... que em algum momento, lá no passado, se uniram, pois têm em si as formas perfeitas pra se encaixar.

16 comentários:

  1. Dois pedaços arrancados um do outro terão sempre lados que se preencherão ao juntar de novo, outro dia, noutra história paralela à construída anteriormente... um beijo *

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto.
    Um belo poema.

    Beijinho Elisa.

    ResponderExcluir
  3. Dizem as más línguas, as fofoqueiras da geologia, que a culpa desta separação é daquela instável e arrebatadora placa tectônica, que continua mexendo seus pauzinhos até hoje. Que senhorita invejosa!

    Tá excelente, Elisa! Parabéns!

    Bj!

    ResponderExcluir
  4. Oi Elisa!
    De fato, os mapas dão mesmo essa impressão para quem ve, já pensou se eles se juntassem novamente?? o.O
    Seria bem legal ^^)
    Eu queria que tivesse algo... ei isso me deu uma ideia... hahahhaha

    Bjuss

    ResponderExcluir
  5. Olá
    encontrei seu Blog navegando por alguns outros
    e gostei muito do que vi por aqui
    estou te seguindo

    me visita, e segue, se gostar...

    beijos

    http://rgqueen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Verdade.. Verdade... Um feliz final de semana. Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Que jeitinho mais lindo de recontar a história...
    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  8. Agradeço imenso e digo o mesmo! estarei sempre com um sorriso no rosto por ter estes seguidores fascinantes*

    ResponderExcluir
  9. Olá moça linda.
    Teus conteúdos, são vastos e é muito bom te ler, reler...

    Beijinho Elisa.

    ResponderExcluir
  10. Porque tudo que se junta e dá certo uma vez... Sempre encaixará novamente.

    ResponderExcluir
  11. Lindas comparações, adorei o post elisa!

    fiz um conto novo no meu blog, comenta la:

    http://errosxacertos.blogspot.com/

    beijos e até a próxima!

    ResponderExcluir
  12. Bom, ao que parece, a Pangeia vai "dar as caras" novamente daqui há alguns milhares de anos... Se até isso se unirá novamente, imagine porque não um amor puro?

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Eu simplesmente adorei! Um texto lindo e inteligente!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir